sábado, 13 de novembro de 2010

Controlando o DESTINO

Entre todas as minhas manias a que mais me irrita é a necessidade de querer  controlar o futuro.
Eu não quero saber o que vai ou não acontecer, quero apenas controlar, mesmo sem saber.  A curiosidade do que pode ou não acontecer, aparentemente é só uma forma de busca desse controle.
Minha necessidade de controle, não é para que as coisas não sejam de um jeito ou outro, mas no meio dessa selva de pedras e entre os tic tacs do relógio, que mostra o quanto o tempo está passando, e como passa rápido, quero sempre que as coisas aconteçam antes do previsto para as mesmas.

Não, eu não acredito em destino, as vezes nem em coincidencias. Tudo na vida parece um jogo em certos dias, tudo gira em torno da roda da furtuna, em meios  de altos o baixos, com uma inconstancia quase que tão real quanto a minha.

Pra falar a verdade, as vezes os sorrisos se desabrocham em meus labios no meio de tudo isso. O controle me foge as mãos e passo a curtir toda essa situação.

2 comentários:

Fafá disse...

Isso é coisa de gente ansiosa, sou assim demaissss! Mas eu peço a Deus paciência e entregos nas mãos dele, tudo acontece na hora certa, justamente na hora que deve acontecer, tenha certeza disso,querida! Beijoooooo.

Dani disse...

DÁ MEDO SE A GENTE PERDE O CONTROLE.
PODE SER POR QUALQUER COISA.
EU TENHO MEDO.
BEIJO E FORÇA.